A MENSAGEM DA MISERICÓRDIA DIVINA 

“A HUMANIDADE NÃO ENCONTRARÁ A PAZ ENQUANTO NÃO SE VOLTAR, COM CONFIANÇA, PARA A MINHA MISERICÓRDIA” (Diário, 300)*

“A fonte da Minha misericórdia foi na cruz aberta com a lança  para todas as almas, − não excluindo ninguém” (Diário, 1182). 

O Deus Misericordioso, para transmitir a Mensagem da Divina Misericórdia, escolheu e formou dois Apóstolos do amor de Deus: a Santa Irmã Faustina Kowalska e o Beato Padre Michael Sopoćko. Embora tenham tentado cumprir a vontade de Deus com zelo heróico, não receberam reconhecimento durante sua vida, mas ganharam santidade e memória eterna. Esta publicação apresenta eventos relacionados a esta missão sem interpretá-los, deixando ao leitor uma maneira individual de entendê-los. 

 Além de extensos fragmentos do "Diário" a Santa Irmã Faustina, foram mostrados três aspectos menos conhecidos, mas muito importantes e interessantes da Mensagem da Divina Misericórdia:       trechos das obras do Beato Padre Michael  Sopocko, que justificam do ponto de vista teológico a extraordinária necessidade de difundir a Mensagem da Divina Misericórdia       a história desconhecida da primeira pintura com a Imagem de Jesus Misericordioso pintada em 1934 em Vilnius e seu resgate extraordinário durante a guerra e nos anos pós-guerra       a história da Congregação das Irmãs de Jesus Misericordioso fundada a pedido de Jesus pelo Beato Padre Sopocko, diretor espiritual de Santa Faustina.

“A leitura desses textos nos faz perceber que Deus com determinação sem precedentes repete sobre si mesmo que ele é Misericórdia – amor incondicional, imerecido por nós, anterior a qualquer de nossas boas ações”.  

Grzegorz Ryś, 
Arcebispo Metropolitano de Łódź, Polônia  
trecho do prefácio 

JESUS, EU CONFIO EM VÓS. Amor e Misericórdia 
grátis (pdf)

Aoração perpétua no Santuário da Divina Misericórdia em Vilnius. 

“Eu prometo que a alma que venerar esta imagem não se perderá. Prometo ainda mais, a vitória sobre os inimigos já aqui na Terra, e especialmente na hora da morte” (Diário, 47). 

“Por meio dessa Imagem hei de conceder muitas graças às almas; que toda alma tenha, por isso, acesso a ela” (Diário, 570).